Golden Queen - Fiat Argo é o carro mais vendido de julho; mercado cai 8,4%

6

Fiat emplaca os três veículos mais vendidos do Brasil lidera mercado nacional. Indústria fabrica 123,6 mil automóveis em julho, com queda sobre 2020

Fiat fechou o mês de julho na liderança do mercado nacional de automóveis e comerciais leves com 26,8% de participação graças aos 43.684 emplacamentos. Trata-se do melhor resultado da marca desde agosto de 2007. Porém, o feito ocorre enquanto a indústria registrou queda de 8,4% das vendas de julho, na comparação ao mesmo mês de 2020. Os números são da Fenabrave.

RecebanotíciasnoWhatsApp!
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram

O Fiat Argo fechou com o automóvel mais vendido do país com 10.873 unidades (6,7% de market share), o melhor desempenho comercial desde o seu lançamento. O segundo lugar ficou com o Mobi, com 8.059 emplacamentos, enquanto o Hyundai HB20 aparece com 7,799 unidades vendidas.

Entre os comerciais leves, destaque para a Fiat Strada, picape mais vendida do Brasil com 9.439 unidades. Considerando todos os veículos, fechou com 5,8% de participação no segundo lugar. Já a Fiat Toro, com 7.031 unidades, atingiu seu melhor mês desde seu lançamento. O terceiro veículo comercial leve mais vendido foi a Toyota Hilux, com 4.576 emplacamentos.

VEJA TAMBÉM:
Por falta de peças, Tracker vende menos que Territory em julho

Com este resultado, a Fiat amplia sua liderança no mercado brasileiro no acumulado do ano, chega a 267.442 mil unidades vendidas desde janeiro (com participação de mercado de 22,8%) e se consolida como a marca que mais cresceu no país: 8,3% comparado ao mesmo período de 2020. Além disso, tem como estaque mais uma vez para a Nova Strada, veículo mais vendido do Brasil em 2021, com 70.505 mil emplacamentos e 6% de participação nas vendas totais do semestre.

Mercado em queda

As vendas de automóveis novos registraram queda de 8,4% em julho na comparação com o mesmo mês de 2020. Segundo balanço da Fenabrave, foram emplacados em julho 123,6 mil automóveis, enquanto em julho do ano passado as vendas chegaram a 134,9 mil unidades.

O resultado foi o pior para um mês de julho desde 2005, de acordo com a Fenabrave. Segundo a entidade, a falta de carros nas concessionárias é devido aos problemas de desabastecimento de peças e componentes.

No acumulado dos primeiros sete meses do ano, no entanto, as vendas de automóveis continuam em alta na comparação com 2020, registrando crescimento de 20,2% e emplacamento de 927,7 mil unidades.

TOP 50 CARROS MAIS VENDIDOS NO BRASIL EM JULHO

ModeloEmplacamentos
1) Fiat Argo10.873
2) Fiat Stada9.439
3) Fiat Mobi8.059
4) Hyundai HB207.799
5) Fiat Toro7.030
6) Jeep Renegade6.855
7) Jeep Compass6.670
8) Toyota Corolla Cross5.068
9) Renault Kwid4.865
10) Toyota Hilux4.576
11) Hyundai Creta4.268
12) Chevrolet S104.142
13) Toyota Corolla3.925
14) Volkswagen Nivus3.505
15) Volkswagen T-Cross3.392
16) Nissan Kicks3.029
17) Fiat Cronos2.586
18) Renault Duster2.532
19) Hyundai HB20S2.408
20) Honda HR-V2.338
21) Citroën C4 Cactus2.285
22) Toyota Yaris hatch2.285
23) Volkswagen Virtus1.929
24) Renault Oroch1.872
25) Ford Ranger1.827
26) Volkswagen Gol1.805
27) Honda Civic1.785
28) Peugeot 2081.637
29) Fiat Fiorino1.609
30) Volkswagen Saveiro1.409
31) Renault Sandero1.406
32) Fiat Uno1.403
33) Fiat Siena1.394
34) Volkswagen Polo1.392
35) Chevrolet Onix1.387
36) Volkswagen Fox1.321
37) Toyota SW41.308
38) Toyota Yaris sedã1.254
39) Chevrolet Spin1.175
40) Nissan V-Drive1.170
41) Caoa Chery Tiggo 5X1.109
42) Mitsubishi L2001.077
43) Volkswagen Taos1.026
44) Peugeot 2008975
45) Nissan Frontier922
46) Caoa Chery Tiggo 8906
47) Volkswagen Amarok857
48) Honda Fit838
49) Chevrolet Cruze sedã817
50) Fiat Doblo800

LEIA TAMBÉM:
Em primeira mão: FCA começa a fabricar motores turbo em outubro e Projeto 363 chega em 2021
Fiat Strada 2021: nova geração da picape-compacta chega por R$ 63,5 mil
Fiat Strada vende mais que carro de passeio e fecha agosto na vice-liderança
Por R$ 92 mil, Fiat Strada 2021 ganha série limitada Opening Edition


Veículos

As vendas de veículos novos, incluindo carros, motos, ônibus, caminhões e veículos comerciais leves, registraram alta de 10,9% em julho em relação ao mesmo mês de 2020, com o emplacamento de 309,4 mil unidades. No acumulado de janeiro a julho, a alta é de 33,7% em comparação com os primeiros sete meses do ano passado, com a comercialização de 2 milhões de unidades.

Motos

As vendas de motos registraram alta de 32% em julho em relação ao mesmo mês de 2020, com o emplacamento de 112,6 mil unidades. No acumulado dos primeiros sete meses do ano, o segmento de duas rodas tem crescimento de 44,6% com o emplacamento de 629,9 mil motocicletas.

“O resultado do mês de julho só não foi melhor pela falta de produtos. Mas notamos que a demanda permanece alta e os emplacamentos de motocicletas continuam em plena recuperação, já que elas estão consolidadas como veículos de transporte de pessoas e cargas expressas”, ressaltou o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior.

Caminhões

As vendas de caminhões tiveram crescimento de 20,8%, com a comercialização de 11,4 mil unidades em julho. No acumulado de janeiro a julho, a alta chega a 47,6% na comparação com o mesmo período de 2020, com as vendas de 69,5 mil unidades.

Previsões para o mercado

A projeção da Fenabrave é de que as vendas de automóveis neste ano cresçam 10,9%, com a comercialização de 1,7 milhão de unidades. Essa estimativa está abaixo da previsão feita no início do ano de que as vendas de carros cresceriam 15,4% neste ano em relação a 2020.

Para os caminhões é esperado pela federação uma alta de 30,5% nas vendas neste ano e para as motos um crescimento de 16,2% em relação a 2020. (Fonte: Redação + Agência Brasil)

6 Comentário

Comentários fechados